COMPARTILHANDO FATOS, IDÉIAS E VIDA ENQUANTO CAMINHAMOS

7 de mai de 2007

Eu roguei por ti para que não desfaleças em tua fé

"Simão, Simão, Satanás vos pediu para peneirar como trigo. Mas Eu roguei por ti, para que não desfaleças em tua fé. E quando tu te converteres, fortaleças os teus irmãos!"

++++

JESUS: "Simão, filho de João (você mesmo e só você!), TU ME AMAS (Ágape)?
PEDRO: - Senhor, Tu sabes todas as coisas. E (agora sei que..) Tu sabes que eu te amo (Fileo) com todo amor que eu posso, em humildade, franqueza e fraqueza!
JESUS: - Então, (agora) Cuida dos meus cordeirinhos!"


Aos "do Caminho",

Convicções de FÉ para não esquecer durante as PENEIRAS DA VIDA (Lc 22:31 em diante)

1. O diabo busca arruinar a fé daqueles que foram chamados a crer!

2. Todavia, só faz isso sob permissão e limitação divina, quando o Pai tem intentos maiores de Amor.

3. A intercessão de Jesus nos salvou, nos salva e nos salvará da incredulidade que mata a alma!

Pois o caso de Pedro não é um caso isolado. Hebreus diz que ELE, JESUS, VIVE PARA INTERCEDER POR NÓS, ETERNAMENTE - Hebreus 7.25.
Isso é Missão e Oração do Filho: "Não peço que os tire do mundo, mas livrai-os do Mal!"
Assim, saibam todos: Nós não fazemos manutenção da Salvação. Ela começou com GRAÇA, e seguirá em GRAÇA até o fim.

4. De modo que, EU CREIO, porque JESUS ROGOU POR MIM! E não rogou para que eu não fosse peneirado, rogou para que eu guarde a fé enquanto combato o bom combate!

5. As peneiras tratam meu orgulho, minha disposição mental má, minha justiça própria, minha tagarelice, minhas precipitações, minhas obscuridades, minhas infantilidades, minhas inconstâncias. A peneira não me faz mal, ela expõe o mal que em mim habita! Todavia, nada disso me tira do caminho da Salvação, já que Ele intercedeu pelos transgressores (Isaias 53). Fui salvo por conta da minha IDENTIDADE e não do meu COMPORTAMENTO!

6. Sim, Jesus perdoa minhas negações manifestas de muitas formas diferentes, e aceita o nosso amor desajeitado! - enquanto Seu próprio Amor nos aperfeiçoa em amor durante o Caminho do Discipulado.

7. Quem foi peneirado e sobreviveu em FÉ, ganha poder na fraqueza para FORTALECER OS IRMÃOS e APASCENTAR AS OVELHAS. Sim. Quem fortalece os irmãos, na verdade, apascenta as ovelhas de Deus. Pois ninguém que apascenta, enfraquece o próximo. Ao contrário, dele cuida!

8. Acabou a insegurança espiritual. As peneiras não significam mais REJEIÇÃO DIVINA e nem BRECHA MALIGNA. São circunstâncias da Vida das quais o Pai tem absoluto interesse e total controle. Creia quem puder!

9. Quando o caldo entornar, o barco virar, o fio de prata romper, a espada quebrar, o jogo acabar e as luzes se apagarem, lembre-se acerca de você mesmo: "Eu moro na FENDA DA ROCHA!" - A vitória que vence o mundo é a minha fé em que Ele venceu o mundo. Daí vem o bom ânimo nas aflições no mundo! Até que o próprio mundo passe e aquele que faz a vontade do Pai permaneça para sempre. É a vontade do Pai é esta: Que vos ameis uns aos outros!

10. ENTÃO, NUNCA SE ESQUEÇA: "Eu sou aquele que habita no esconderijo do Altíssimo, e à sombra do Onipotente descansa!"

Nem todos crêem assim!

Na mesma Graça,

Marcelo
+++
COMENTÁRIO
Caro mano Marcelo,
Estou muito feliz em poder servi-lo, e a meus irmãos.
Neste domingo na Estação, durante a mensagem sobre ser peneirado e receber a interseção de Jesus a nosso favor, não contive as lágrimas vindas de dentro da minha alma.
Ali assentado, lá trás no salão, eu te ouvia e meditava na pessoa de Pedro, de quem você falava para ilustrar o “peneirado”.
Pedro sempre me chamou a atenção negativamente e positivamente.
Quando eu era mais jovem, faz tempo, eu não ia nem um pouquinho com a cara de Pedro, sei lá porque, nem ele, nem Davi, nem Paulo, me eram muito digeríveis.
Mas, de um tempo pra frente, não sei de quando e nem porque, passei a amá-los como quem deseja vê-los face a face para um abraço apertado de quem diz: “obrigado mano!”
Pedro em particular passou a mexer comigo de um modo muito profundo. Meditar sobre ele sempre me fez penetrar em minhas profundezas para me encontrar ali.
Posso estar enganado, mas olho pra Paulo e vejo nele um Caio Fábio, um Marcelo Quintela, pessoas que creio que foram “especialmente preparadas” (perdão irmãozinho, entenda o que quero dizer), eu sei que Paulo sofreu pra caramba por “saber”, quem entende mais, sofre mais tambem, fora as marcas que trazia.
Mas Pedro, ele não era alguém “quase pronto”, era uma pedra muito bruta.
Mas eu o vejo como alguém que desejava tão ardentemente “ser”, se dar, dar a própria vida.
Foi provado, peneirado e desiludido a respeito de sí mesmo.
Chorou a tristeza de ver que aquilo que desejava que fosse verdade em si como atitude e essência, mal passava de um sonho, um desejo inatingível por si próprio.
É duro mano! Amar querendo dar a própria vida e se descobrir como aquele que trai, aquele que não é preparado, mas que é sim um tosco - bruto.
Eu não tenho em mim nada preparado, escrevo a vida com o pé esquerdo recebendo impulsos do coração, onde pulsa o desejo de poder honrar o Senhor de alguma forma pelo tanto que fui “seqüestrado” pelo seu amor.
Não sei viver sem ele.
Tenho plena convicção de que muitas das minhas falas e ações são recheadas de: “eu não Senhor, se for necessário morrerei por ti”, assim como foram as palavras de Pedro antes que o galo cantasse.
Mas, eu o amo como posso, o amo como sei, e de acordo com minhas muitas limitações.
Me alivio por saber quem é AQUELE que me ouve.
Aquele que me ouve pode fazer de uma pedra bruta que não se encaixa, uma pedra de holocausto em oferta de amor e dedicação da própria vida na vida e na morte.
Pra onde irei? Permaneço debaixo de suas asas, escondido e protegido, pois não se pode ser feliz longe da sua presença.
Pedro tornou-se um homem do qual o mundo não foi digno de que recebesse as pisaduras dos seus pés.
Ele deve ter se deleitado em sua vida em vida, por poder ter olhado pra trás e visto que aquele com quem ele andou, foi capaz mesmo de transformá-lo em alguém digno de padecer pelo seu nome.
O Deus de amor está em nossa comunhão no Caminho da Graça e no Caminho que fazemos na vida.
O galo já cantou, ouvi sua voz a me lembrar que fui peneirado uma vez, mas JESUS intercedeu por mim.
Te amo meu amigo-irmão, Marcelo.
Um beijo e abraço, como aquele que daria em Pedro, Paulo e Davi, pois significam muito pra mim.
Valmir Bodruc
7 de maio de 2007 – 20 h:12 min

Nenhum comentário: