COMPARTILHANDO FATOS, IDÉIAS E VIDA ENQUANTO CAMINHAMOS

20 de jul de 2007

No Divã - 10a. História

MEU NOIVO FOI GAY, ESTOU COM MEDO DE CASAR

-----Original Message-----
From: MEU NOIVO FOI GAY, ESTOU COM MEDO DE CASAR
Sent: domingo, 9 de novembro de 2003 23:20
To: contato
Subject: No divâ de Deus

Irmão Caio,
Gostaria de estreitar os laços com você para ser ajudada em alguns aspectos.
Desculpe o egoísmo, mas é que não acredito realmente que poderia ajudá-lo em alguma coisa. Você já tem o "couro" bem curtido. Pouca coisa o faria abalar-se.
Primeiro gostaria de saber como adquirir a série NO DIVÃ DE DEUS. Não encontro mais em minhas livrarias preferidas... gostaria de adquiri-los!
Também gostaria que você orasse por mim, por dois motivos: 1. Estou quase noiva de um rapaz que mora em ... no sul. Ele é filho de pastor e é um homem de Deus.
O problema é que seu passado me assusta. Ele viveu uma vida homossexual ativa na adolescência.
Gostaria de conversar sobre o assunto?
2. Tenho muito medo de deixar minha família, igreja... tudo...para acompanhá-lo no ministério. Ambos temos chamado para a obra do Senhor (em qualquer aspecto), e já consagramos nossas vidas para isso, mas tenho medo de frustrar esta investida tão decisiva que é o casamento.
Se puder me ajudar, obrigada! Se não, Deus o abençoe do mesmo jeito!
Sua irmã em Cristo,
Resposta:
Minha amada irmã: perdão pela demora é que quanto mais eu respondo, mais e-mail aparece!
Você encontrará os livros escrevendo para o Café com Graça, aqui no Home do site.
Sobre o meu “couro estar curtido”, saiba, ninguém tem o couro tão curtido que não precise de alguma ajuda. Pelo menos amizade e carinho.
Sobre suas questões, digo o seguinte:
1. Não conheço o rapaz. E mesmo que o conhecesse jamais diria a você qualquer coisa, à menos que você me indagasse.
De fato, caso as práticas homossexuais tenham sido do tipo "vício"—aquelas que acontecem porque alguém mais velho usou a "menino", e às vezes acostuma a pessoa na prática—, creio que ele pode ter deixado tudo isto para trás.
O que me preocupa é o namoro à distancia. Você tem que ter a chance de ver e sentir se ele realmente gosta de você e de mulher. Do contrário, na virtualidade e à distancia, todos os gays viram machos; e qualquer macho pode se passar por gay.
Qualquer um vira o que desejar na Internet e no papel. Por telefone também. É no olho-a-olho que a gente discerne essas coisas. Elas vazam pela pele...têm cheiro...provocam desejo ou repelência...e cada um tem que saber por si mesmo.
2. Percebi que independentemente da questão homossexual você também está com medo.
Não faça nada que não seja fruto de convicção. NADA! Muito menos casar-se sem um forte e irresistível apelo. Você não é obrigada a casar. E para trabalhar intensamente para Deus o casamento não é uma prerrogativa. Se você está bem como está, Paulo diria, "não procure casamento".
As suas duas questões deveriam ser a sua própria resposta. Mas a segunda é ainda mais forte que a primeira. Com medo, please, não case!
É melhor acreditar no coração quando o assunto é casamento! A gente crendo já uma barra, quanto mais não crendo.
E quando se ama, já difícil. Imagine com medo e com tamanhas inseguranças?
Receba meu carinho.
Nele, que nos chama a levar um fardo leve,

Nenhum comentário: