COMPARTILHANDO FATOS, IDÉIAS E VIDA ENQUANTO CAMINHAMOS

29 de jul de 2007

No Divã - 14a. História

Meu Pastor Está Assediando as Ovelhas

Questão:

Querido irmão Caio Fábio:

Estamos com profundas dificuldades na igreja onde congrego. Venho em nome dos irmãos de uma igreja muito desconhecida aqui no sul do país desabafar o que estamos vivendo sem poder transformar esta situação.

O que acontece é que temos em nossa igreja um único pastor, fundador da igreja.

Por muitos motivos ele nos entristece há muitos anos! Precisamos de um conselho maduro para podermos agir sem, contudo pecar.

Esse tal pastor se encontra em muitas fraquezas espirituais, as quais foram recentemente descobertas por alguns membros da igreja, que compunha-se de 80 membros no inicio, mas que agora resume-se a 30 membros. E cada vez mais diminui mais em razão das fraquezas de comportamento do pastor.

Ele disfarçadamente utiliza de sua posição de liderança para assediar mulheres que congregam na igreja. Também de vez em quando ele "pula a cerca", como se diz, para manter um caso com uma irmã da igreja que tem uma "uma queda por ele".

Se quisermos manter a igreja em funcionamento devermos suportar as fraquezas do pastor, de outra sorte, nos vemos obrigados a nos afastar desta igreja!

O que devemos fazer? Por favor nos ajude! Estarei aguardando.

Minha resposta:

Meu amado irmão: Igreja é você!

Os irmãos são a igreja! Não é o prédio e muito menos o pastor!

Esse pastor está com as compulsões de um ser viciado em bordel!

Está sem alma para ser pastor! E a igreja não é o lugar onde alguém se cure deste mal enquanto a pastoreia!

Os problemas dele, são dele! Não conheço o "pastor", portanto não vai aqui nenhum tipo de julgamento sobre o ser dele!

Penso nele com misericórdia e na igreja com sentimento de proteção! Todavia, ele precisa de ajuda espiritual e psicológica!

A igreja, entretanto, não pode ser cobaia dele! Pastores também adoecem mental e sexualmente! O que o pastor doente não pode, sob hipótese alguma, é fazer "assédio" ao rebanho!

Meu conselho é simples, até por saber que uma pessoa no estado dele não ouvirá ninguém: Saiam daí e passem a se congregar noutro lugar, ou comecem a reunir-se vocês mesmos, quem sabe na casa de alguém.

As pessoas são fracas! Todos nós somos! O que não pode jamais haver é o uso da posição de ascendência para manipular as pessoas.

O que digo, o faço sem medo de estar errando!

Com carinho e oração,

Caio Fábio

Nenhum comentário: