COMPARTILHANDO FATOS, IDÉIAS E VIDA ENQUANTO CAMINHAMOS

22 de ago de 2007

No divã - 23a. História

Cuidado com o Caio

Nomes e possíveis fatores de identificação foram alterados.
-----Original Message-----
From: Bonifácio
Sent: quinta-feira, 24 de julho de 2003
To: contato@caiofabio.com
Subject: Cuidado com o Caio!

Mensagem:

Ola! Descobri seu site através de um amigo do trabalho. Ele descobriu primeiro, e, através dele, leio o site com freqüência.
Admito que no meio no qual eu vivo e na igreja à qual pertenço, desde que “aconteceu com você”, passou a existir um certo preconceito a seu respeito: “Caio Fabio? Não! não leia não...ele é aquele daquele caso..."
Mas, enfim, eu li e vejo nos seus textos algo que aprecio e que ultimamente anda em falta ao redor, especialmente para aqueles que procuram edificação na fé: transparência!
É incrível como hoje em dia todos os líderes querem passar uma imagem de "super-cristão"....onde não existe pecado, dúvida, ou qualquer tipo de pensamento humano. Mas eu não sou assim! Não me vanglorio dos meus pecados, mas reconheço que eles existem, e que é parte da minha caminhada mortificá-los, mesmo que invariavelmente eles existem!
Tenho dúvidas, receios, desejos carnais, pensamentos que não condizem com os de Deus...e quando eu procuro alguém "mais maduro", encontro apenas alguém frio como um iceberg, citando passagens bíblicas relacionadas ao meu problema, dizendo: "Vou orar por você, ta?" Tá! Mas será que eu sou o único que passa por isso?
É por isso que eu gosto dos seus artigos. Eles mostram (pelo menos é o que eu vejo, ta?) alguém que tem problemas, sim; mas que não fica mascarando as coisas, tentando passar pra todo mundo que é uma muralha espiritual (por mais que eu acredite que você realmente o seja!); e, assim, com esse jeito verdadeiro, você faz com que, não só eu, mas muitas pessoas, sintam-se confortadas em saber e poder dizer: Existe vida humana e inteligente na Igreja !!!

Desculpa o desabafo e me responde só uma coisa: No seu site tinha um artigo muito engraçado sobre as coisas que o povo escrevia nos boletins das igrejas, onde foi parar? não estou encontrando... se possível, mande para mim by mail, ta?

************************

Meu querido Bonifácio: Uma das primeiras coisas que meu pai me ensinou na fé é que a Verdade não teme nada.
Jesus disse: Vinde e vede!—para quem queria saber onde ele morava.
Ele não fez uma descrição de como era a casa.
A “igreja” vive de pintar quadros, decorar ambientes, divulgar o lugar e tentar fazer com que todos o visitem. Mas quem vem e vê, sai achando que se houvesse um Procom celestial, seria para lá que telefonaria na hora, a fim de denunciar a propaganda enganosa. Isto é estelionato feito em nome de Deus!
Eu sou “aquele” dos muitos casos. Casos que mexeram em vidas, que as abençoaram e que mexeram comigo também. Mas quem desejar criar casos de uma situação que jamais foi “um caso”—foi algo verdadeiro e dolorido—, que fique livre para fazê-lo. Deus tá aí mesmo! Ele tá vendo tudo e todos! Ninguém se engane quanto a isto! Mas se alguém quer saber onde moro e o que penso, minha resposta, como me ensinou meu Mestre, é apenas uma: Vem, e vê! Não tenho propagandas a fazer, nem desculpas a dar. Tenho apenas quem sou, em Deus. E não gostaria de ser ninguém mais, e nem de ter vivido qualquer outra vida. Talvez por isto meu coração já tenha conhecido a cobiça—e só cobicei aquilo que minha alma sabia que me pertencia, mesmo que “legalmente” não fosse meu—, mas não me lembro de ter cobiçado o que sendo do outro, era tratado pelo outro como se fosse dele.
Inveja, então, graças a Deus, é um sentimento que desconheço!
Personalidades, jeitos, posições, conquistas pessoais, inteligências, culturas, poderes, capacidades, belezas, charmes, fascínios, encantos pessoais—sim, tudo isso, e em qualquer pessoa, jamais gerou em mim qualquer desejo de absorção. Gosto muito de ser eu. E gosto muito do processo como esse eu está sendo ele mesmo em Deus.
Vou ficar devendo para você as piadas dos boletins evangélicos. Deve estar em algum lugar aqui no site. Navegar é preciso...o mar desse site está ficando grande....mas essa era a proposta: um mar de conteúdos!

Um beijão,

Caio

Nenhum comentário: