COMPARTILHANDO FATOS, IDÉIAS E VIDA ENQUANTO CAMINHAMOS

23 de ago de 2007

No Divã - 24a. História

Dízimo ou Receita Celestial?

Mensagem:

Prezado Pr. Caio,

Quão feliz fiquei ao encontrar este site.
Eu estava ávido por noticias a seu respeito. Pensei que o Sr. estava morando nos Estados Unidos.
Depois que li o livro "Confissões do Pastor" em uma semana e reli , achei que sua vida já havia sido um grande turbilhão de fatos e emoções as mais diversas, mas acho que ninguém esperava que um turbilhão ainda maior iria acontecer em tão pouco tempo em sua vida.
Peço perdão por não ter orado mais por sua vida que já havia me abençoado tanto com livros como: No Divã de Deus , Seguir Jesus, O Mais Fascinante Projeto de Vida, Síndrome de Lúcifer , Jonas , o Sucesso do Fracasso e inúmeras mensagens de vídeo como Morte na Panela, etc.
De tanto ler e admirar sua história e suas histórias, parecia até que eu fazia parte de sua família . Mas na verdade eu só "sugava" tudo . Eu fui um "Big Brother" a distância só me fartando de seus ensinos, suas visões a respeito de tudo. Perdão meu irmão !! Mas valeu a lição e agora que vejo neste site tanta coisa boa acontecendo em sua vida , não vou errar de novo, vou orar , orar e orar , para que a glória da segunda casa seja muito maior que a glória da primeira e que o Café com Graça seja mais que suficiente para suprir o almoço e o jantar de muita gente que está faminta e machucada.
Aproveito para lhe pedir que me sane uma dúvida. Tenho escutado na igreja em que participo algo assim : " Quem quer trocar de carro ? quem quer uma casa? quem quer trocar o sofá rasgado por um novo ?quem quer aumento de salário ?" e por ai vai. "Então dê o dízimo ."
Isso tem me incomodado tremendamente . Creio que não seja este o propósito do dízimo e não consigo colocar a mão no bolso para dar o dízimo ou oferta após ouvir apelos deste tipo.
Gostaria de saber se posso dar meu dízimo a uma entidade evangélica (orfanato de minha cidade ) .
Poderia me esclarecer melhor sobre o dízimo ? Obrigado.
Parabéns pelo seu trabalho, e que o Senhor o abençoe muito.

********************************************************

Resposta:

Querido amigo e irmão no Senhor: Obrigado pelo seu carinho verdadeiro.

Que Deus guarde sua consciência firme em Cristo e no Evangelho.
Preciso das orações de todos. Realmente, a cada dia mais, creio que me machuquei a fim de melhor socorrer os machucados.
Recebo todos os dias centenas de e-mails e a maioria é de gente que não agüenta mais tanta doença. É hora de haver uma reação. Igreja somos todos nós. O Evangelho está disponível. A Palavra está aberta. Não tem porque aceitar a perversão do Evangelho por medo de maldição.
O que está aí, na maioria das vezes, não está no Evangelho! Seu dízimo não é obrigação. Sua “igreja” não é a Receita Celestial.
Paulo diz em II Co 8 que, em Cristo, a dádiva tem que ser fruto de alegria e não de constrangimento. Não há barganhas a fazer! Dinheiro é importante. É espiritualmente importante e é psicologicamente importante. Espiritualmente ele pode se tornar “um senhor”—disse Jesus. Psicologicamente pode ser um instrumento de alegria—quando as doações são espontâneas—e pode ser uma desgraça—quando é usado como instrumento de coerção por parte de pastores.
Somos filhos da Graça de Deus. E nossas doações precisam ser fruto de nossa gratidão.

Que Deus o abençoe!

Um beijão,

Caio

Nenhum comentário: