COMPARTILHANDO FATOS, IDÉIAS E VIDA ENQUANTO CAMINHAMOS

29 de abr de 2008

SERÁ QUE TEM GENTE NO CAMINHO JULGANDO O "JOIO"?

----- Original Message -----
From:SERÁ QUE TEM GENTE NO CAMINHO JULGANDO O "JOIO"?
To:
contato@caiofabio.com
Sent: Friday, July 13, 2007 8:58 PM
Subject: O CAMINHO DA GRAÇA e o "Caminho da Graça"!

O CAMINHO DA GRAÇA e o "Caminho da Graça"!

Olá Pastor Caio Fábio!

Bom, já lhe escrevi uma outra vez, contando como Deus usou o seu livro "medo de descrer" para influenciar a minha vida em um momento em que eu beirava ao ateísmo, mas não sei se você chegou a ler devido aos inúmeros e-mails que recebe.

Hoje estou escrevendo para falar sobre algo que tenho pensado essa semana quanto ao "Caminho da Graça"!

Compreendo perfeitamente que o "CAMINHO DA GRAÇA" que você prega e procura viver é o caminho que está no Evangelho; logo ele não é uma denominação, mas sim uma mensagem!

Todavia ao ensinar que a igreja evangélica atual está distante deste CAMINHO (e sei que realmente está, pois só não enxerga isso quem não lê o Evangelho), pode dar a impressão de que o Grupo chamado "Caminho da Graça" é o certo, e o resto é o errado.

Como já disse sei que não é isso: o CAMINHO é uma mensagem e não um grupo —; porém, é inevitável que o grupo venha a existir como uma organização; mas começo a pensar quantos entendem isso; pois de acordo com o ensinamento de Jesus sobre o joio e o trigo, eles permanecerão juntos até a ceifa, isso significa que no meio do grupo "Caminho da Graça" o joio também estará presente; e será prejudicial para saúde das pessoas que freqüentam o "Caminho da Graça" se elas começarem a achar que são o trigo, e a igreja evangélica o joio.

Não veja isso como uma crítica e nem como um "não adianta, o joio sempre estará no meio do trigo, vamos cruzar os braços e esperar a ceifa", é apenas algo que tenho pensado e gostaria de saber sua opinião.

Um forte abraço!

Nele, que é o Caminho Perfeito que nos leva em direção ao Pai, mesmo em meio à imperfeição de nossos passos!

PR Marlus Nogari

Curitiba, 14 de julho de 2007

__________________________________

Resposta:

Amado mano Marcos: Graça e Paz!

A Igreja é de Deus. Ele cuida dela. Ele sabe quem são os Dele. E Suas ovelhas ouvem a Sua Voz e o seguem.

Você ainda se preocupa muito com "impressões". Impressão é algo com o que não vemos Jesus preocupado. Ele não disse que temia pela impressão que o trigo pudesse ter de ser trigo, e assim virar joio pela arrogância. Nem tampouco se preocupou com o fato do joio se dizer trigo. Ele apenas mandou o trigo ser trigo, pois, o joio, era joio. "Crescerão juntos!", disse Ele.

Além disso, em todo ajuntamento humano, da família ao todo do mundo (aliás, a parábola do Joio não é 'religiosa', mas mundana; pois ele diz que o campo é o 'mundo') — e marcado pela presença do joio e do trigo.

Até entre os 12 um era joio.

Jesus, porém, não sofria das paranóias da religião; e, assim, para Ele, não haveria impressões a serem cuidadas, mas apenas verdades a serem vividas.

Se você andasse por aqui, entre esse grupo chamado "Caminho da Graça", você veria que ninguém carrega essa presunção, pelo menos ninguém que esteja me dando ouvidos.

Sim! Eu desafio a qualquer mentor do "" Caminho da Graça "" ou quem quer que seja que conosco ande, a entrar nessa "loucura de presunção" e ver se consegue ficar ao meu lado. Não fica; mano! E todos aqui sabem disso!

Ao contrário, o único sentimento feliz que aqui pode existir é o dos humilhados e quebrados, mas que foram acolhidos pelo perdão de Deus. Portanto, ufania não o sentimento, mas sim alegria e gratidão.

No "" Caminho da Graça "" a indulgência é grande para com todos os processos humanos de crescimento, fraqueza, tropeção, soerguimento, continuidade..., e crescimento. No entanto, o que aqui não se tolera é o espírito de juízo, de superioridade, de arrogância, e de supremacia de qualquer que seja o tipo.

Além disso, os "caminhantes" que conosco andam, sabem que só estão andando porque não sabem andar, e, portanto, estão sendo levados pela Palavra da Graça, enquanto vão sendo curados num processo sem fim...

Se você vir alguém conformando seus temores, enquanto diz ser do "Caminho da Graça", pode mostrar essa carta a esse fariseu-trigo. E mais: pode dizer a ele que ele não está no "Caminho da Graça" como jornada histórico-existencial; pois, aqui, a condição sine qua non para se andar, é a desistência desse tipo de presunção. Do contrário, pela arrogância, esse individuo está automaticamente se excluindo de nossa jornada comum; posto que entre nós ele não terá nem mesmo uma chance de assim crescer em loucura.

Somos perfeitamente imperfeitos; e tudo no que nos gloriamos é na Cruz de Cristo.

Qualquer fraqueza humana é tolerada, e ajudada. Porém, a arrogância, enquanto eu for vivo e o mentor desse processo, saiba: jamais terá espaço aqui; pois, de minha parte, entendo que as heresias insuportáveis segundo Jesus e Paulo são essas vinculadas ao espírito dos fariseus; e, também, de acordo com I e II Timóteo e Tito, o ser insuportável é justamente aquele que perverte a Graça de Deus, seja pela arrogância da justiça-própria como ensino; seja pela libertinagem como prática e apologia; ou seja, pela manifestação de superioridade segundo o apostolo João denunciou acerca daquele Diótrefis, cujo nome beira foneticamente ao idiótrefis no qual o bicho se tornara — expulsando os que ele julgava serem inferiores.

Além disso, não estou aqui para organizar nem terra e nem o inferno; e menos ainda a "Igreja Evangélica" ou qualquer outra coisa. Jesus não o fez, assim, por que eu tentaria fazê-lo?

Por último, você está confundindo pertencimento a grupos humanos com ser trigo, joio, ou qualquer outra coisa. Portanto, repito mais uma vez: em todo ajuntamento humano joio e trigo estão crescendo juntos, inclusive aqui no "Caminho da Graça".

Quanto a entender que o Caminho é a mensagem ensinada e não a sua prática encarnada no grupo "" Caminho da Graça "" (pois, todos nós estamos muito aquém da mensagem e de sua prática), você está certo; e é por tal certeza, e que é minha também, que me ponho em estado de total tranqüilidade!

O mais, Deus cuidará!

Nele, em Quem o trigo sabe que é trigo, e fica silenciosa e humildemente grato; e fora de Quem o joio sabe que é joio, mas não acha que exista nenhuma razão para ter outra natureza,

Caio

14/07/07 - Lago Norte – Brasília/DF

Nenhum comentário: