COMPARTILHANDO FATOS, IDÉIAS E VIDA ENQUANTO CAMINHAMOS

3 de fev de 2010

CARTA PÓS-MISSÃO DA NIGÉRIA

Quando homens começam a dominar outros homens, o resultado é a opressão e introdução de suas próprias regras e doutrinas para sustentar a posição de autoridade adquirida sobre os menos informados.
Num período de um pouco mais de 2 semanas, trabalhar com o time do Way to the Nations (Caminho às Nações) foi algo novo. Trouxe um despertar de consciência para o fato de que as crianças podem em breve crescer odiando Jesus que tanto as ama e zela por elas.
Visitar com eles igrejas, crianças estigmatizadas e trabalhar para mudar as crenças na "bruxaria infantil" propagadas por "pastores ignorantes" me deu a oportunidade de explorar a bíblia por mim mesma e me equipou com respostas a questões relacionadas às crenças de crianças bruxas, introduzindo uma inteira e nova dimensão à minha paixão pelas crianças e pelo nome de Jesus, o qual tem sido tanto "bastardizado".
A experiência também intensificou meu ódio por doutrinas que de forma alguma estão empregadas para reconstrução do relacionamento entre os homens e Deus através de Jesus. Apesar de eu não estar à procura de nenhum grupo para pertencer, eu sinceramente desejo que Deus possa encher meu coração com paz, misericórdia e amor em abundância para que eu possa então alcançar aqueles para os quais Ele me chamou para alcançar.
Algo que significou muito para mim foi perceber o fato de que as crianças tem anjos que estão constantemente perante a face de Deus. Como poderia então Deus ser tão mal a ponto de permitir que crianças se tornassem bruxos?
A obra é realmente grande, a colheita é abundante, mas os trabalhadores são poucos e eu oro a Deus para prover muitos mais com graça para transformar a vida das crianças de uma forma que agradará o Pai da humanidade. Eu tenho que descrever este período como outra oportunidade de aprendizado e como plataforma para intensificar meus esforços no trabalho que faço com e por estas crianças.
Fiz novos amigos, cortando as barreiras de raças, cor de pele, diferenças culturais, crenças pessoais e éticas, mas tudo com uma coisa em comum "compartilhar o amor de Cristo e o desejo de espalhar do mesmo amor para a humanidade".
Vocês foram exemplo de paz, amor e união durante sua estadia aqui. Não me arrependo de ter investido meu tempo trabalhando com vocês. Eu oro para que a alegria que encheu nossos corações permaneça fresca e que juntos possamos fazer a nossa parte como agentes de transformação para gerações ainda por vir.
Com amor para Leo, Marcelo, Leo 2, Jojó, Cesar (Adailton), Willian e Clayton.
Diana Udua, 01/02/2010
Eket – Akwa Ibom State –Nigeria
(Diana trabalha como assistente social para a Stepping Stone Nigeria, ONG do Gary Foxcroft que luta pelos direitos da criança na Nigéria.)
Carta traduzida do original em inglês.

FOTOS

Leonardo Lepsch - Photographer

 

 

 

 

Nenhum comentário: