COMPARTILHANDO FATOS, IDÉIAS E VIDA ENQUANTO CAMINHAMOS

23 de mar de 2010

Nigéria - EU CONFESSO: PRECISO VOLTAR! - Por Leo

Ola meus amados irmaos de caminhada!
Manos, referente ao que o Marcelo disse quero compartilhar o que vem acontecendo por aqui tambem...  
Na ultima sexta-feira recebi uma mensagem no celular de um rapaz do pequeno distrito de Oron na Nigeria, exatamente o mesmo lugar que o Marcelo mencionou no e-mail. Este rapaz chamado Ini Bassey, de crenca catolica, nos acompanhou em uma das visitas que fizemos em sua vila e em assistindo o que aconteceu disse que queria participar conosco, trocamos telefones e temos mantido contato. Mas este ultimo contato que ele me fez ilustra bem a situacao de la. Ainda nem compartilhei este fato com o Marcelo devido ao caos dos meus ultimos dias por aqui, muito trabalho e correria. Portanto, voces e ele estao recebendo estas noticias juntos.
 
Primeiro, no fim da noite de quinta-feira o Ini me mandou uma mensagem no celular dizendo:
"Ola senhor, estao aqui duas crianças da vila de Enwang em Oron acusadas de seres bruxas. Estou indo ver os pais delas e tentar convence-los a pegar as crianças de volta. Caso eles nao aceitem o que eu devo fazer? Ini"
 
Dai passei para ele os numeros de telefone e o orientei a procurar o orfanato do Crarn e tambem o escritorio do Gary. Na quinta a noite nao tive mais noticias e achei que tudo estava bem.
Na sexta-feira as 9:10 da manha, eu estava no trabalho e recebi a seguinte mensagem:
"Senhor Leo, estou com as crianças e os pais delas agora.O Orfanato disse que esta cheio e nao pode recebe-las. Eu tenho que deixa-las aqui e os pais querem mata-las.Ini."
 
Entao liguei para ele e perguntei se havia falado com o pessoal do Gary e ele disse que nao recebia resposta deles. Entao pedi que segurasse as criancas poralguns minutos que eu voltaria a ligar. Liguei para a Diana e nao consegui falar com ela mas no fim consegui falar com o Lucky que e' o diretor da ONG do Gary na Nigeria. Passei para ele o numero do INi e ele disse que iria la ver a situacao e ver o que poderia fazer.
No fim da tarde recebi uma ligacao da Diana me atualizando. O Lucky encontrou o Ini e as duas criancas, os levou ao orfanato do Crarn e os convenceu  a receber as duas criancas.
Fiquei feliz e ao mesmo tempo preocupado de como tem funcionado as coisas por la.
De fato creio que devemos alugar uma casa la, colocarmos alguem do nosso time nigeriano para cuidar, desenvolver um centro de referencia de 'esclarecimento sobre bruxaria', distribuicao de material educativo,etc e aproveitar a casa e criar uma situacao tipo 'casa de passagem' para casos urgentes em que precisarmos acolher alguma crianca ou acolher adolescentes do tipo que nem os orfanatos 'aceitam', como esta que o Marcelo mencionou.
 
Eu nao sei exatamente como vamos fazer, eu nao sei exatamente o que vamos fazer, eu nao sei exatamente quando vamos fazer e nao sei se seremos capazes de terminar o que estamos comecando. Tudo o que sei e' que atirei meu coracao com tudo o que tenho neste Caminho e se dizem que o fiz porque nao tenho nada nao sabem que quando me atirei eu tinha. Hoje nao tenho as mesmas coisas mas tenho coisas mais valiosos e uma delas e' a paz de estar no Caminho que me traz a mesma paz.
 
Nao vou olhar para tras para ver quem vem para ajudar. Mas quando eu olhar para o lado espero ver voces que ja vieram! Antes, juntos ou depois de mim!
 
Beijo a todos e um otimo dia!
 
Leo

Nenhum comentário: