COMPARTILHANDO FATOS, IDÉIAS E VIDA ENQUANTO CAMINHAMOS

10 de ago de 2010

O ENIGMA DA GRAÇA - O LIVRO

Advogar a causa de Deus é muito perigoso de se fazer na Terra. Talvez seja a mais ingênua de todas as armadilhas da alma. Isto porque, frequentemente nossa ignorância sobre os desígnios de Deus para cada pessoa nos põe na posição de satanás na vida de nosso próximo. Tudo o que não compreendemos, transformamos em juízo e acusação!

Nos é difícil, ou até mesmo impossível, entender que não possamos saber com certeza o que é bom ou mal nessa vida. Viver assim demanda um existir absoluto em fé; nos impõe um salto no escuro a cada dia; nos obriga a "adorar" mesmo que seja a caminho do monte Moriá, onde nosso filho poderá ser imolado; e pode nos fazer sentir ódio apaixonadamente saudoso por Deus!

E a perplexidade se torna ainda maior que há males que realizam, ao final, um bem naquele que o experimentou como mal; há bondades que às vezes realizam o mal no coração daqueles que as experimentou como bem; e há aqueles que encontram a Luz e ficam cegos de presunção moral - interpretando-a não como revelação na Graça, mas como conquista moral de seus esforços pelo saber e, assim, morrem em sua arrogância; e há aqueles que mergulham em densas trevas e de lá saem iluminados pela Graça e cônscios acerca dela.

E o pior de tudo é quando a mente se convence que os argumentos da verdade-verdade (aquela que só é possível se a procedência for da boca de Deus) são irrespondíveis (como no caso das respostas de Jó aos seus amigos), mas aquele que é o adversário humano dessa verdade não se reveste de nenhum pudor e recorre a qualquer que seja o argumento, a fim de não perder a disputa.
Isto acontece quando o mal do outro se transforma num desafio para o “perplexo-arrogante” que, agora, se sente na obrigação de provar que a todo mal na Terra corresponde um mal humano, especialmente, de natureza moral!
 
O princípio é simples: um homem que iniciou um julgamento moral sobre o seu próximo – a menos que Deus lhe fale num redemoinho – jamais retirará as suas razões.
E é na ortodoxia de palavras retas, ditas em nome de Deus, que se escondem as grandes heresias. Eu mesmo, aqui neste livro, já tive ocasião de lembrar aos meus leitores que, muitas vezes, nós, os cristãos, somos os mais ardorosos defensores práticos das leis do carma, das teologias simplistas de causa e efeito imediato, de justiças baseadas em aparências e, sobretudo, em acusações que nada mais são que uma tentativa velada de fazer duas coisas: uma é dizer a Deus: “Poupa-me, pois, eu defendo a Tua causa”, a outra é: “Se algo de mal me acontecer também, que todos, de antemão, saibam que não foi por nenhuma rebelião minha contra Deus”.
 
Em assim fazendo, eles preparam o caminho de dois modos: diante de “deus” - pois só uma pequena divindade se entretém com tamanha tolice - , eles estabelecem uma “moeda de troca”: “Guarda-me porque eu falo bem de Ti”. Já diante dos homens, ou melhor, dos meninos, eles aparecem dizendo: “Oh, vejam! Mesmo sendo eu justo, um mal-maligno me encontrou, não por causa de meu pecado, mas, apenas e sobretudo por causa da minha justiça e porque eu incomodo o diabo”.
Desse mal Jó não sofria. Ele preferia expor a Deus quem ele era, afinal, ele sabia que Deus sabia exatamente – e isso somente Deus sabia – quem ele, Jó de fato era!
Desse ponto em diante tudo fica mais terrivelmente fácil diante de Deus. É um caminho de dor. Mas, antes de tudo, é o único caminho.
Desde sempre a vereda é a mesma: Caminho, Verdade e Vida.
 
Em Cristo, isto tem sua plena encarnação. Mas, esse é um princípio universal para a alma de todo homem: o único caminho é o da verdade e é somente a verdade que realiza aquilo que se pode chamar de vida.
Em Cristo, isto nos leva ao Pai. Na vida, nos leva, mesmo que perplexamente, ao Pai também. Isto porque não há uma única verdade que se encarne em Cristo que também não seja um princípio de vida para toda e qualquer alma. E para a de Jó também! Não seria, porventura, para a sua e a minha também?

Extraído do livro "O Enigma da Graça" de Caio Fábio - Faça o donwload do conteúdo completo aqui!

Nenhum comentário: