COMPARTILHANDO FATOS, IDÉIAS E VIDA ENQUANTO CAMINHAMOS

7 de abr de 2011

"Fraternidade" faz desaparecer cada um para só aparecer o TODO


Paul Anderson-Walsh
“Nem você nem ninguém está sozinho... Você faz parte desse caminho que hoje eu sigo em Paz!”
Paul Anderson-Walsh esteve no Brasil há poucos anos atrás com sua esposa. Menino inglês pobre, sem pai e nem mãe, criado num orfanato, teve em meio às maiores carências afetivas, o entendimento do Amor Incondicional de Deus, que não pede nosso desempenho para nos aceitar, acolher e amar.


Hoje ele vive para anunciar esse Evangelho. Iniciou nos EUA e na Europa, o Project Grace, que ensina com muita didática o caminho que leva ao Pai.

Quando esteve na Estação do Caminho da Graça em Santos, lançou na Estação o livro CONSPIRAÇÃO BONSAI, que denuncia estratégias religiosas de impedir o crescimento espiritual das pessoas, podando-as até que elas caibam direitinho dentro de seus caixotes divinos, que eles chamam de Igreja.
Na oportunidade, Paul Anderson, lançou o livro em muitas outras igrejas, Estações do Caminho e reuniões (Editora Igrapho, tradução: Pico Sommer).

Depois, lançou a série SÃOS E SALVOS, que também traduzida, veio abençoar muita gente aqui no Brasil.

Recebi o pastor Paul Anderson em minha casa, com sua comitiva. Irmãos brasileiros ligados ao movimento em torno da Mensagem dele. Naquele dia, vi o que significa “fraternidade” no sentido mais institucional. É diferente do conceito de “Unidade”, que eu tinha aprendido antes. A UNIDADE precisa fazer aparecer cada um em meio ao todo. A “Fraternidade” faz desaparecer cada um para só aparecer o TODO. E o todo não implica em nenhum planejamento megalomaníaco de conquistas de cidades. O TODO é a pregação do Evangelho do Amor em unanimidade de pensamento de modo que se estabeleça a conquista de corações, que se filiarão ao Corpo de Cristo invisível, com encontros humanos visíveis e possíveis tanto aqui como lá, sem concorrer por “almas”, “almas”, “almas”... (quem sabe do que estou falando, SABE BEM do que estou falando).

O Paul pregou também no Caminho em Brasília, e conforme pedi a ele na última vez que estive em Londres, é pastor na vida do Leonardo. Sem que assim fosse, como o Leo seria o Leão que é na Missão?

Escrevo essas linhas somente para antecipar que o Paul Anderson já combinou com o Leo que vai pleitear a publicação dos nossos livros em inglês junto à Editora dele na Inglaterra. Confesso que isso era um sonho antigo meu: Os livros do Caio, um a um, um dia disponíveis em outros idiomas. Tudo só está começando... Estou levando um exemplar do ONLY ONE WAY para entregar a ele...

No espírito dessa Fraternidade,

Marcelo

Em direção ao aeroporto

Nenhum comentário: